Redes Sociais

sábado, 4 de abril de 2015

um método de ensino profissionalizante inovador

TREINAMENTO OPERACIONAL. COMO O ENSINO PODE MUDAR VIDAS E GARANTIR O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, EMPRESAS E PAÍSES.






TEMOS muito  orgulho da nossa opção de educação profissional. Claro que os custos e os cuidados de um aluno – um professor,  são altos e relativamente complexos. Parece desperdício um professor que pode atender até 10 pessoas ficar apenas com um. Mas é assim que alcançamos a melhor qualidade nesta região do país.

Aqui cerca de 80 a 90 por cento das pessoas não tem instrução regulamentar. São oriundos do interior atrasado do Maranhão e de regiões isoladas do Pará. Não puderam completar a educação básica ou fundamental e ao chegarem à porta da maior mina de ferro do mundo deparam com exigências e mais exigências. A mais impeditiva é o certificado do ensino médio ou fundamental. Instalou-se na cidade uma verdadeira industria, mas ao fazerem o treinamento profissionalizante ou mesmo de segurança – RACs, a situação de cada um piorava.

 Todos os cursos e escolas foram dando o jeitinho, de ensinar aqui, investir na pratica ali e assim colocar milhares de trabalhadores com uma educação regular deficiente e uma educação profissional mais ou menos. Por muitos anos fizemos assim até em  2010 optarmos para a saída mais radical – um aluno, um professor, com teoria e pratica individuais. Sendo que a parte teórica poderia ser feita a distancia com apoio ou em sala de aula. 




Não arrependemos.  Hoje temos uma solida reputação de escola que insere seu aluno no mercado. Há filas para entrar, apesar a enorme e fulminante crise da mineração aqui no Pará. Estamos satisfeitos com o que temos feito. As alterações na aplicação das RACs vieram ajudar a minimizar as barreiras citadas e praticamente a demanda por treinamento caiu uns 80%. Nesta modalidade de treinamento é necessariamente feito  em grandes grupos, devido a agilidade e prazos urgentes, mas lançamos mãos de recursos para atingir os grupos diversificados.  Estamos vivendo uma época de espera, silencio e despedidas mas estamos trabalhando, aguardando que as coisas melhore para a VALE MINERADORA,  Parauapebas e região.