Redes Sociais

domingo, 3 de junho de 2018

Nova Ordem


OAB remarca para 10 de junho segunda fase do Exame de Ordem

Publicado em 28/05/2018 - 19:25

Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro




A prova prático-profissional da segunda fase do 25º Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) será realizada no dia 10 de junho, em todos os polos de aplicação no país. A informação é da Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado e Fundação Getulio Vargas.

A prova deveria ter sido a aplicada no último domingo (27) mas, devido à greve dos caminhoneiros, que provocou dificuldades de locomoção para a população, teve que ser remarcada.

O novo cronograma prevê a divulgação dos locais de realização da prova no próximo dia 6. No próprio dia da prova (10), será feita a divulgação do padrão de resposta preliminar.

O padrão definitivo de respostas será conhecido no dia 29 do mesmo mês, abrindo-se a fase de recursos referente ao resultado preliminar da segunda fase a partir das 12h do dia 30 até as 12h do dia 3 de julho.

No dia 12 de julho, serão divulgadas decisões sobre o resultado preliminar, bem como o resultado final do exame.

Edição: Nádia Franco




terça-feira, 22 de maio de 2018

Craque


França, Austrália e Dinamarca pedem liberação de Guerrero
Adversários do Peru pelo Grupo C da Copa, capitães das três seleções assinam carta em solidariedade ao jogador



Os capitães das três seleções que enfrentarão o Peru na fase de grupos da Copa do Mundo da Rússia, Lloris (França), Jedinak (Austrália) e Kjaer (Dinamarca), juntaram-se à Federação Internacional dos jogadores de futebol (FIFPro) na tentativa de reverter a punição à Paolo Guerrero, que está fora do Mundial por doping. Os três assinaram a carta que a FIFPro enviou à Fifa neste domingo. A carta solicita uma resposta em até 48 horas.

LEIA MAIS:

No anúncio dos 24 pré-convocados da seleção peruana para a Copa do Mundo, feito pelo técnico Ricardo Gareca, o nome de Guerrero não consta na lista.

Uma vez que o atleta foi suspenso por decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), instância independente da Fifa, não cabe a ela recorrer da decisão em relação ao atacante do Flamengo e da seleção peruana. A iniciativa dos rivais dos peruanos simboliza um ato de solidariedade ao jogador.

Na última terça-feira, a FIFPro havia emitido um comunicado no qual questiona a ampliação da pena de Guerrero para 14 meses de suspensão por doping. A entidade também convocou uma reunião urgente com membros da Fifa para discutir o assunto.

O atacante, que já cumpriu gancho de seis meses, não poderá disputar a Copa do Mundo com a seleção peruana e não vai mais renovar com o Flamengo, com o qual tem contrato até agosto. Guerrero desembarcou no Peru na semana passada, onde foi recebido por uma multidão no aeroporto.

O TAS considerou que o jogador, que apresentou resultado positivo no exame antidoping, ingeriu a substância através do chá de coca. A punição se daria por causa da negligência de Guerrero. A decisão do TAS é irreversível. O jogador só poderá entrar em campo novamente a partir de 2019.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Minas no centro do Brasil

Aneel autoriza início da operação de usinas solares em MG






As duas plantas ficam na cidade de Pirapora, no Norte do Estado.
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o início da operação comercial de duas usinas de geração de energia solar em Minas Gerais. O despacho foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (4).

As plantas nomeadas de Pirapora III e Pirapora IIII pertencem à companhia francesa EDF Energies Nouvelles, do grupo EDF. Elas estão instaladas no município de Pirapora, no Norte de Minas. Elas têm como sócia-minoritária a Canadian Solar, com 20% de participação.

Pirapora III recebeu autorização para colocar em funcionamento 21 unidades geradoras, com capacidade total de geração de 20,3 megawatts. Já Pirapora IIII foi liberada para operar com 31 unidades e geração de 30 megawatts no total.
Potencial

O Norte de Minas possui um grande potencial para empreendimentos de energia solar. Alguns dos principais motivos são o elevado índice de radiação solar, disponível praticamente o ano todo, e a localização geográfica central, considerando o sistema elétrico nacional.

Destacam-se ainda a disponibilidade de terras planas, degradadas ou de pouco utilidade e devidamente regularizadas sob o aspecto fundiário. Somente no Norte de Minas, um mapeamento com georreferenciamento identificou 120 áreas propícias para instalação de unidades de geração de energia.






Nossos serviços e produtos fazem toda a diferença para sua empresa, entidade ou cidade. Fale conosco!


domingo, 4 de março de 2018

A riqueza do subsolo brasileiro



Exposibram Amazônia deve reunir 10 mil participantes







Evento realizado pelo Ibram foi lançado no dia 22 de fevereiro.
Belém (PA) receberá, pela quinta vez, a Exposibram, o maior evento de mineração do Brasil e um dos maiores da América Latina. O evento será realizado entre os dias 29 de outubro e 1º de novembro, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia (avenida Doutor Freitas, S/N, Marco).



A feira foi lançada oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) no dia 22 de fevereiro, em cerimônia na sede da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA).


A última edição da Exposibram foi realizada em Belo Horizonte (MG) no ano passado, reunindo mais de 45 mil participantes. Tradicionalmente, o Ibram intercala a realização do evento entre as capitais mineira e paraense, representando os dois estados mineradores mais fortes do país. A intenção, de acordo com o diretor-presidente do Ibram, Walter Alvarenga, é ampliar e disseminar informações socioeconômicas e técnicas sobre a indústria minerária.

“Os resultados da atuação das indústrias mineradoras tanto em Minas Gerais quanto no Pará geram reflexos socioeconômicos positivos localmente e para todo o País”, destacou Alvarenga.

Além da exposição, haverá palestras magnas, workshops, talk shows e outras atrações, proferidas por especialistas do ramo. A expectativa de público, segundo o Ibram, é de cerca de dez mil pessoas entre pesquisadores, estudantes e representantes de empresas do setor.

De acordo com o Ibram, a pauta das palestras vai abordar assuntos relacionados ao contexto político e socioeconômico global, bem como as perspectivas dos negócios para as próximas décadas anunciadas pelas mineradoras.

“Pretendemos reunir os principais dirigentes e representantes das maiores mineradoras do mundo para conhecer suas análises e debater a respeito do cenário da mineração, um dos motores da economia global”, ressaltou o diretor de Assuntos Ambientais do Ibram, Rinaldo Mancin.

Pará
De acordo com Walter Alvarenga, um dos objetivos desta edição da Exposibram é aproximar companhias de mineração dos fornecedores de equipamentos e serviços da região Norte.

“Nesta 5ª edição temos como meta reforçar o conceito de que a região Norte é primordial para a evolução da mineração. Pretendemos, mais uma vez, atrair investidores e empresas e mostrar a importância desta região para todo o setor mineral internacional”, destacou.

Atualmente, o Pará é o maior estado minerador da região e o segundo maior do país, se destacando nacional e internacionalmente. O estado possui jazidas de minérios de ferro, cobre, níquel, bauxita, caulim, manganês, silício e ouro.

Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) apurados pelo Ibram, no ano de 2017 foram exportados pelo Pará mais de 177 milhões de toneladas, o que gerou receita de cerca de US$ 10,5 bilhões. O saldo (exportações e importações em US$) do Estado do Pará representou 50% do saldo Brasil em exportações minerais.
Mais informações sobre o evento podem ser conferidos no site oficial clicando aqui.