Redes Sociais

domingo, 14 de outubro de 2018

Um museu histórico


MUSEU DE SERRA PELADA














Alguém já viu falar no MUSEU DE SERRA PELADA?  Pois saibam que o projeto do museu está sendo finalizado com forte sugestão de TOMBAMENTO da região para o início da recuperação plena daquela área que, de acordo com historiadores renomados tiveram mais gente trabalhando no mesmo objetivo num dos três únicos eventos da humanidade ao longo de sua história: A batalha de Gaugamela, a construção das Pirâmides do Egito e Serra Pelada no seu auge produtivo. Mais do que o outro ainda lá, a região tem história humana. Vamos potencializar, devolver aos garimpeiros a riqueza inominal de sua história.

O executivo municipal e a câmara dos vereadores devem se empenhar em terminar o projeto executivo e a alteração da legislação para viabilizar as condições mínimas de instalação histórica do museu.

Amplo estudo socioeconômico será feito nas bases de Serra Pelada, no município e região próxima que serão impactadas por tal obra internacional.

Todos os países que já produziram algo com referência a Serra Pelada e ainda toda a produção áudio visual ocorrida na região estarão sendo chamadas ao projeto.
É uma estrutura que será montada ao longo de décadas, mas é o marco definitivo de uma capitulo especial da História da Humanidade.

Informações neste blog e na Exclusiva Consultoria, autora do projeto.

domingo, 23 de setembro de 2018

Consultoria politica e serviços consolidados

CONSULTORIA, SERVIÇOS DE TERCEIRIZAÇÃO,  CURSOS E TREINAMENTOS.
UM GRUPO DE EMPRESAS LOCAL 
 


COM quase trinta anos de serviços prestados a diversas empresas e políticos da região a EXCLUSIVA CONSULTORIA, no deus Departamento de Cursos e Treinamentos teve a oportunidade de atender funcionários de uma antiga cliente sua, a GEOSOL. Contratada particularmente por seus funcionários, nesse fim de semana tivemos a oportunidade de entregar o treinamento prático aos Srs. ALEX SILVA SANTOS e EDILSON C. FRANÇA. Na oportunidade, após concluírem o treinamento teórico com os conteúdos de HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, NR11, MANUTENÇÃO PREVENTIVA TOTAL e MECANICA DIESEL, foram habilitados para pegar no equipamento e trabalhar durante as três horas contratadas.
 O treinamento da EXCLUSIVA CONSULTORIA, à exceção das RACs, é individual. O cardápio é oferecido a cada aluno em particular, todas as aulas são individuais, em todos os cursos, como SOLDA, MECANICA, TORNEARIA, LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE PROJETOS, MESTRE DE OBRAS, ENCANADOR INDUSTRIAL, NR 10, ATBT, etc, conforme texto abaixo.
Há vários anos testamos esse formato e hoje contamos com uma extensa rede de indicações, podendo trabalhar com um perfil determinado de pessoas: profissionais que estão para serem promovidos ou quem tem emprego garantido e depende do treinamento de alto nível e focado. Só temos a comemorar. Entendemos que formar turmas além de penalizar quem quer e pode fazer de imediato o treinamento, faz as pessoas perderem um tempo do qual não dispõe, devido ao imediato das empresas que chegam a todo o tempo e precisam de mão de obra qualificada e pronta para o trabalho.




VALE – MJDT – ICEC – BUCYRUS – SOTREQ -  ABB – VORTEX – INTEGRAL - REPLACON – REDE CELPA – ENECOLPA - FACILITA – NORTE QUALIDADE - 
LUBRIN – RAPIDAO COMETA – HIDELMA – METSO – ODEBRECHT – NETLINK- ALUSA -  CEGELEC - VESSONI – GRANERO – DELLA VOLPE – ALTM – INTERTEK- KSM - ALAIR CALÇADOS – TRANSMINAS – TRANSPESMINAS – EME - BMT ENGENHARIA – EP ENGENHARIA. – DINEX – SAG ENGENHARIA - OTRACO GERENCIAMENTO – GRI – RECAPAGEM ALTEROSA – U & M - JÚLIO SIMÕES – MAKRO ENGENHARIA. – M SERVIÇOS – ANGLO AMERICAN - RIP ENGENHARIA – MNC – SOTER – MM ANDAIMES – SEMON ENGENHARIA - SIEMENS – AGERADORA – COOPMASP – COORSTEK – DEL REY VALVULAS - FUCHS – ITWPOLYMERS – MADEIREIRA JM – RUBBERPLAST – SEMMECT- SEDEN – PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAUAPEBAS – INSTITUTO AGAPE -GAMPAR – PREFEITURA MUNICIPAL DE CURIONOPOLIS – POLITICOS



 Atendemos a GEOSOL durante anos. TODAS essas empresas citadas foram atendidas por nós, sejam em TREINAMENTO, seja em RECRUTAMENTO E SELEÇÃO, seja em aplicação de TESTE PSICOTÉCNICO ou seja em TERCEIRIZAÇÃO DE MAO DE OBRA, como no caso da SOTREQ e outras, nas quais tivemos expressivo número de funcionários. Todos os nossos SERVIÇOS DE CONSULTORIA em Mineração, Siderurgia, bem como CONSULTORIA E PESQUISA POLITICA, foram aplicados na região. Afinal, somos uma empresa local, com ação nacional, atuando num expressivo leque de serviços e produtos. SOMOS EXCLUSIVA. SOMOS ON DEMAND!

domingo, 2 de setembro de 2018

Flores, para alegrar o mundo


Mesmo com a crise, produção de flores deve crescer 7% neste ano
Publicado em 01/09/2018 - 17:19
Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil São Paulo


Apesar da crise econômica e do desemprego, que afeta 12,9 bilhões de pessoas no país, o setor de produção de flores e plantas ornamentais planeja crescer entre 7% e 8% neste ano, em relação ao ano passado. As vendas ao consumidor final devem chegar a cerca de R$ 8 bilhões, segundo levantamento Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor).

Apenas a cidade de Holambra, no interior paulista, que responde por 45% do mercado de flores do Brasil, deve crescer 10% nos negócios. A Expoflora – maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina –, que vai até 24 de setembro, em Holambra, funciona como uma avaliação do mercado consumidor pelos produtores.

 O Instituto Brasileiro de Floricultura estima crescimento de 7% do setor este ano - Fabiano de Bruin/Direitos Reservados

“A exposição é fundamental. Para nós, é como um laboratório. Imagina que, durante cinco finais de semana, mais de 300 mil pessoas vêm para cá. Então, o produtor faz um teste: se uma flor vai muito bem, ele aumenta a produção. Se a flor, de repente, não vai tão bem, ele diminui ou talvez até desiste dessa produção”, disse o diretor da Ibraflor, Renato Opitz.

Para Opitz, o crescimento do setor nesse contexto pode ser atribuído a dois fatores principalmente. “Foram trazidas novas variedades do exterior que foram multiplicadas no Brasil e introduzidas no mercado, cores diferentes, formatos e também variedades mais produtivas. Com isso, diminuiu o custo do produtor e ele também conseguiu colocar isso no mercado a preços mais baixos.”

A outra razão foi o aumento da venda com a de flores nos supermercados. “Essas flores e plantas ornamentais estão chegando ao consumidor a preços mais baixos. Muita coisa antigamente era só em floriculturas e agora, em vários supermercados, nas redes médias e pequenas também, você encontra a flor disponível.”

Segundo Opitz, as variedades trazidas de países como Holanda e Estados Unidos, além de mais produtivas, em alguns casos, são mais duráveis, o que atrai também compradores.

Outro fator que favorece o crescimento do setor é a produção em ambientes protegidos, como estufas ou áreas de telado, em que é possível controlar melhor a temperatura e a umidade durante todo o ano. Em Holambra, cerca de 90% das flores são cultivadas em estufas, o que garante a produção regular de quase todas as variedades em qualquer época do ano.

“Consegue-se fazer com que uma espécie floresça ao longo dos 12 meses do ano, conforme se regulam as condições. E isso, antigamente, não era possível. Sem essas estufas, essa flor só florescia em uma determinada época do ano”, enfatizou Opitz.

Ideias sustentáveis



Ideias sustentáveis, que facilitam a produção, são o destaque da Expoflora - Mateus Lustosa/Direitos Reservados

De acordo com Opitz, o destaque da feira são ideias sustentáveis, que facilitam a produção, e atraem cada vez mais os consumidores. “Muitas das produções usam tipos de substrato – terra vegetal em que se planta – que absorvem melhor a água. Por isso, não tem necessidade de regar tantas vezes. O consumo de água acaba sendo menor. Alguns tipos de vasos também usam um plástico mais 'simpático' ambientalmente, não tem tanto problema para se degradar”, destacou.

O substrato citado por Opitz contém misturas que levam fibra de coco, casca de pinus e de eucalipto e outros restos de cultura, como casca de arroz, que são misturados em uma composição ideal. “Quando coco é cortado, o produto mesmo é a água de coco, o coco ralado, e ali na verdade estava sobrando um monte de material com o qual não se sabia o que fazer. E agora está se usando esse material devidamente tratado como substrato. Com isso, evita-se o uso de xaxim e de outras plantas naturais, que serviam como substrato antigamente.”

Para Opitz, o consumo de produtos mais sustentáveis na floricultura é uma tendência forte. “O consumidor, em geral, está disposto a pagar mais por um produto, desde que esteja devidamente identificado e seja comprovadamente sustentável”, afirmou.

Edição: Nádia Franco